quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Um ano a mais não faz mal

QUEM FAZ 6 ANOS DEPOIS DE MARÇO VAI SAIR DA ESCOLA MAIS TARDE. MAS O “ATRASO” PODE SER UMA VANTAGEM

A partir deste ano, todas as escolas estão obrigadas por lei a implementar o ensino fundamental de 9 anos, o que significa que as crianças devem estar matriculadas nessa etapa de ensino já aos 6 anos. Mas, a partir de 2011, os alunos deverão ter 6 anos completos ou a completar até 31 de março do ano letivo para passarem da educação infantil para a próxima fase. É o que determina resolução do CNE (Conselho Nacional de Educação), homologada pelo MEC (Ministério da Educação), que deverá ser enviada ao Congresso Nacional na forma de projeto de lei.

A novidade é que, com as novas regras, alguns alunos terminarão os estudos mais tarde do que no antigo sistema, de 8 anos, já que crianças com 5 anos que fazem aniversário depois da data de corte não poderão ingressar no ensino fundamental. Mas calma. Se este é o caso do seu filho, não há motivo para se preocupar. Educadores apontam que o problema mesmo é convencer os pais de que esse tempo a mais na escola não é desvantagem. E não é mesmo. Pelo contrário, é até positivo.

Terminado o colegial, chegará a hora de seu filho tomar decisões importantes, como a escolha da carreira. Se aos 17 já é complicado, imagine aos 16. Um ano até parece pouco, mas pode fazer a diferença, pois o tempo “perdido” se transforma em ganho, e o aluno estará mais maduro e preparado. Mas não é apenas a idade certa para concluir os estudos que os pais devem ter em mente. A hora certa para começar também é importante.

O ingresso de crianças com 5 anos no ensino fundamental realmente não é adequado. É o que pensa Maria do Pilar Lacerda, mãe de Felipe e Natália, secretária de Educação Básica do MEC. “Os objetivos do ensino fundamental e a natureza da educação infantil são diferentes”, explica ela. Além disso, aos 5 anos, a alfabetização e outras aprendizagens que se iniciam no ensino fundamental são incoerentes e não fazem sentido para o pequeno aluno.

Em outras palavras, a passagem da educação infantil para o ensino fundamental é marcada por muitas mudanças importantes, e o aluno precisa estar preparado para isso. E, aos 5 anos, para completar 6 somente no fim do ano, o aluno pode até ter preparo pedagógico, mas não emocional. Não é à toa que os educadores consideram que 6 anos é a idade ideal para o ingresso no ensino fundamental. É nessa idade que se desenvolvem as funções motoras, sociais e afetivas necessárias para a fase. Além
disso, vale lembrar que, se colocados na escola mais cedo que o recomendado, os pequenos perdem bastante do “ser criança”. E o resultado dessa entrada precoce é o que os pais menos querem: falhas no desenvolvimento.

Não há por que lamentar um ano a mais na escola – as crianças só têm a ganhar com isso. Quando não há maturidade suficiente, seja para o ingresso no ensino fundamental ou para a conclusão dos estudos, não adianta forçar a barra, pois, em vez de ajudar, isso só causará sofrimento para a criança.

Fonte: Pais e Filhos

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Meias pelo avesso???

Oi gente!
Cá estou eu na correria, por isso ando sem postar muito...
As aulas das crianças começaram, então imaginam, né?
Logo mais falarei sobre nossas aventuras na volta às aulas...mas agora quero aproveitar que lembrei e vou passar-lhes uma dica....

Aproveitando agora à volta as aulas, onde as crianças usam meia e tênis diariamente, achei legal passar essa dica para vcs, que sempre faço aqui em casa.

Na hora de vestir as meias nas crianças, vista-as pelo avesso, com a costura para fora.Claro que não terá como usar essa dica quando a meia for estampada ou com desenhos bordados, pois aí não dá certo ficar pelo avesso...mas no caso de se usar meia escolar, que é toda lisa, não tem pro.
Por que vestir as meias ao avesso?

Gente, vamos combinar...não tem coisa mais incômoda do que calçar o tênis e ficar sentindo o nozinho da costura bater nos nossos dedos...com a meia vestida ao avesso, a costura fica para fora, e assim, os dedos ficam mais livres, sem o incômodo da costura.

Bom...a dica é simples e meio idiota...mas bem funcional...
Experimenta e depois me conta...

Aprendi essa dica num filme que nem lembro qual foi...é antiguinho...onde o cara só vestia a meia assim pq era mais confortável.Achei legal...copiei.E agora, passei procês!

Beijinssss


terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Desenhos que falam...

Cinema em casa

Uma coisa que adoramos aqui em casa são filmes!!
Alguns assistimos no lançamento, outros assistimos beeeeeem depois da estréia, como foi o caso desses que escolhemos para nossa semana de carnaval!

Tá chovendo Hamburguer

A princesa e o sapo

Pequenos Invasores

Planeta 51

Mostros x Alienígenas

Um para cada dia da semana, animando nossas noites de carnaval, no nosso cinema em casa!
Se vc ainda não assistiu, não perca tempo, são ótimos!!!

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Lancheira nota 10

Na escola em que meus filhos estudam , é oferecido o  lanche, então pelo menos não me preocupo em preparar 4 lancheiras diariamente.
Mas sempre vejo nas lancheiras dos coleguinhas muito suco de caixinha, biscoito recheado, salgadinhos, chocolates, sendo comidos diariamente...
Nossa!!
Então encontrei na net, uma orientação  sobre o que as crianças devem comer nos lanches , e uma dica para como montar a lancheira.

A alimentação é um dos fatores mais importantes para a saúde de crianças e adolescentes. Nos primeiros anos de vida, uma dieta qualitativa e quantitativamente adequada é essencial para o crescimento e desenvolvimento e proporciona ao organismo a energia e os nutrientes necessários para a manutenção de um bom estado de saúde.

No período escolar a criança apresenta um gasto energético significativo e necessita de energia para desenvolver de forma positiva as atividades exigidas na escola, como a concentração, a memorização, o aprendizado e as atividades físicas cotidianas.

Para a escolha dos alimentos da lancheira é importante que se respeite os hábitos e preferências das crianças, sem esquecer de considerar os aspectos nutricionais e a qualidade do alimento que será consumido.

Primeiramente, é importante que o alimento esteja seguro para o consumo na hora do recreio, sem que haja risco de deterioração do mesmo. Para isso, as lancheiras térmicas são as mais adequadas. Ainda, deve-se evitar alimentos que estragam com facilidade, como os frios gordurosos, a manteiga, a margarina e a maionese.

Um lanche da escola ideal deve apresentar alimentos dos 3 grupos alimentares em sua composição:

- carboidratos: estão presentes nos alimentos que fornecem energia. Boas opções são os pães, bisnaguinhas, biscoitos sem recheio e bolo simples sem recheio e cobertura;
- proteínas: fundamentais para o crescimento da criança. Podem ser encontrados no leite e derivados (também fontes de cálcio) e carnes e embutidos (peito de peru, presunto magro);
- vitaminas e minerais: essenciais para o desenvolvimento de todas as funções do corpo e para a manutenção do sistema de defesa do organismo. Suas fontes são: frutas, verduras e legumes.

Para distribuir de forma harmoniosa todos estes alimentos no lanche da escola, podemos montar a lancheira da criança da seguinte forma:

- 1 bebida:

Importante para a reposição da perda de líquido.
Para manter a temperatura dos líquidos e garantir a qualidade da bebida, é importante acondicioná-los em garrafas térmicas ou optar pelos sucos de caixinha ou engarrafados.
Boas opções são: água de coco, sucos naturais ou aqueles produzidos com a própria fruta. 
Se preferir o leite ou iogurte: mantê-los em garrafas e lancheiras térmicas ou averiguar se a escola pode armazená-lo em geladeira até o horário do lanche. 

- 1 sanduíche ou bolo ou biscoitos:

Os bolos e biscoitos são boas fontes de carboidrato, porém podem ter muita gordura e açúcar quando oferecidos nas versões recheados ou com coberturas. O ideal é preferir os biscoitos salgados (preferindo sempre os integrais) ou doces sem recheio: leite, coco, chocolate, baunilha, sequilhos ou maisena. Broas, bolo de fubá, bolos simples e a base de frutas também são boas opções.

Os sanduíches devem ser montados pouco tempo antes de sair de casa para se manterem mais frescos. É importante embrulhar bem com papel filme e evitar que interfira no sabor dos outros alimentos da lancheira. O ideal é optar por uma lancheira térmica e garantir melhor a qualidade dos alimentos. Em dias muito quentes, optar por outra fonte de carboidrato e evitar o risco de contaminação.

Dicas para o sanduíche:
- Preferir pão integral e variar o tipo de pão: forma, bisnaguinha, torrada, sírio, francês ou de leite
- Para o recheio: queijo branco, cream cheese, requeijão, peito de peru, presunto magro, queijo cottage, polenguinho, mussarela ou queijo prato.

- 1 fruta:

As melhores opções são as frutas que podem ser consumidas com casca ou quando a casca pode ser retirada com facilidade como: banana, maçã, pêra, goiaba, uva, tangerina e morango.
Se preferir as frutas picadas, procure acondicioná-las em pote de plástico com tampa e de preferência picá-las bem próximo à hora de sair de casa. As opções são: kiwi, manga, abacaxi, mamão, melão, melancia.

É importante variar e oferecer diferentes tipos de frutas durante a semana. Procure oferecer frutas de cores diferentes e, dessa forma, garantir o acesso da criança a todas as vitaminas.

Dicas importantes:

- Evitar os alimentos ricos em gordura e doces com frequência. Biscoitos recheados, salgados fritos, salgadinhos e massas folhadas devem ser consumidos eventualmente;
- Chocolates, balas, pirulitos e outras guloseimas devem ser evitados e oferecidos eventualmente;
- Se optar pelos alimentos industrializados, leia sempre o rótulo dos alimentos e prefira os produtos que são livres de gordura trans e sem corantes e conservantes.

Aqui, uma sugestão de cardápio para a semana:

Segunda-feira
* Suco de laranja batida com morango
* 2 bisnaguinhas recheadas de peito de peru e queijo tipo Polenguinho
* Mix de castanhas (existem à venda aquelas que são assadas com açúcar. As crianças adoram.)

O QUE OFERECE: as frutas são fontes de vitaminas. O lanche, de proteínas e cálcio, e as castanhas garantem boa dose de fibras.

Terça-feira
* 1 caixinha de achocolatado
* Lanchinhos de bolacha cream-cracker recheada com requeijão e geléia de frutas (do sabor preferido de seu filho)
* Melancia picada

O QUE OFERECE: apesar de ter açúcar, o achocolatado é boa fonte de energias, que seu filho vai precisar muito, e cálcio. A bolacha com requeijão e geléia fornece proteínas e vitaminas, assim como a melancia, que também repõe os líquidos do corpo.

Quarta-feira
* 1 potinho de iogurte
* Bolo de cenoura com cobertura de chocolate
* Maça picadinha (para não escurecer, passe no limão ou na laranja)

O QUE OFERECE: o iogurte é fonte de proteína e cálcio. O bolo de cenoura fornece betacaroteno, energia e é uma delícia, vamos combinar. A maça, vitaminas e fibra.

Quinta-feira
* Água de coco
* Lanche no pão de beterraba com patê de atum e requeijão.
* 1 barrinha de cereais

O QUE OFERECE: Água de coco é ótima para hidratar o corpo, é rica em nutrientes e potássio. A beterraba presente no pão é rica em ferro, açúcares, vitaminas e sais minerais. A barrinha de cereais fornece, entre outras coisas, fibras.

Sexta-feira
* Suco de goiaba
* 3 bolachas sem recheio
* Mamão cortado em cubos

O QUE OFERECE: A goiaba é uma boa fonte de vários tipos de vitaminas (A, B1). O mamão fornece fibras, e as bolachas, energia.

Fonte: Revista Pais e Filhos


sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Pulseirinhas do sexo

Dia desses meu marido levou Júlia para o oftamologista, pois ela está com um problema no olho, que a propósito falarei em outro post.
Enquanto faziam hora para a consulta, foram numa dessas lojinhas de chuquinhas, pulseirinhas, tiaras e afins.
Então Júlia logo começa a escolher algumas coisinhas e colocar na sacolinha.Coisinhas bobas, uns pacotinhos de liguinhas para cabelo, umas tiarinhas e umas pulseirinhas coloridas, que a moça da loja garantiu "estar na moda", "tá todo mundo usando".
Então, enfim, comprou-se.
Chegando em casa, como sempre, Júlia vem me mostrar as coisinhas que ela e o pai compraram na rua.E me mostra empolgada as pulseirinhas coloridas e algumas com gliter que "combina com a farda da escola".E as tranaparentes então?"Combinam com qualquer roupa".
Fofinhas, fofinhas!

Tá bom, então tá, né?

Daí ontem estava a ler umas reportagens na net quando me deparo com a imagem das pulseirinhas iguaizinhas as de Julia.
Título: Pulseirinhas do Sexo, alerta aos pais!

Quê?
Gente...que coisa!
Vcs podem até saber...mas eu estava completamente por fora da "moda" que anda rolando nas escolas.
Então fui pesquisar mais a fundo as tais pulseirinhas e vi que eu estava totalmente desconectada com o "modernismo". Eu até já tinha ouvido falar nas pulseirinhas do relacionamento, que as crianças e adolescentes usavam simbolizando amor, amizade e tal...mas atos sexuais?
Então, creio que assim como eu, muitas  mães desconhecem o assunto sobre  as delicadas e singelas pulseirinhas coloridas e tão baratinhas.

Assim, resolvi criar este post...fazendo uma síntese do que vi na net.
Espero que lhes seja útil como foi para mim...que realmente desconhecia a moda e seu significado.

Pois afinal, à  primeira vista, uma colorida pulseira de plástico nos pulsos das crianças parece inocente.
Mas na realidade elas são um código para as suas experiências sexuais, onde cada cor significa um grau de intimidade, desde um abraço até ao sexo propriamente dito.

Poderia confundir-se com mais uma daquelas modas que pega, uma vez que é usado por milhares em várias escolas primárias e que custam apenas  centavos em qualquer banca ao virar da esquina.

Mas as diferentes cores das ditas pulseiras de plástico – preto, azul, vermelho, cor-de-rosa, roxo, laranja, amarelo, verde, transparente, com glitter  e dourado – mostram até que ponto os jovens estão dispostos a ir, se proporcionar, desde dar um beijo até fazer sexo.

Então, assim como eu, vc deve estar se perguntando..."mas como isso funciona?"

Funciona da seguinte maneira:

As crianças andam uns atrás dos outros nos recreios das escolas, na tentativa de arrebentar uma das pulseiras. Quem a usava terá de “oferecer” o ato físico a que corresponde à cor. 

Significado das cores:

Amarela – um simples abraço
Rosa – mostrar o peito
Laranja – dentadinha de amor
Roxa – beijo com a língua – talvez sexo
Vermelha – dança erótica à curta distância
Verde – sexo oral a ser praticado pelo rapaz
Branca – a menina escolhe o que quiser
Azul – menina faz sexo oral
Preta – sexo com a menina na posição papai-mamãe
Com glitter – sexo anal
Transparente – o rapaz escolhe o que quer
Dourada – Fazem todas as cores

Não usar é ser careta.


Como quase em tudo nessa idade, quem não as usar é excluído e quem usar as cores preto e dourado é mais respeitado..

"No meu grupo da escola, a líder – que serve de exemplo para todos – só usa pulseiras pretas e douradas. Todos os rapazes da minha turma usam pretas e se uma garota também usa, todos eles gostam dela", conta a criança de 12 anos.

Uma mãe descobriu através da filha, de oito anos, o significado das pulseiras e admitiu que nunca suspeitaria que um código desse pudesse existir. Quando a filha  lhe disse que se alguma arrebentasse, tinha de fazer um “bebe com um rapaz”, chamou sua filha, e  teve uma conversa  chamando-a de volta à realidade.

Esta mãe, preocupada, começou a pesquisar na Internet e descobriu sites onde se vendiam as pulseiras, grupos no Facebook e fóruns de menores a discutir quem usava que cores. 
Enquanto alguns pais já confiscaram as pulseiras, muitos continuam na ignorância do significado destes acessórios aparentemente da moda.




Mas enfim, como todos nós sabemos, não é uma pulseira que determina o que nossos filhos fazem ou  não.
Percebam que não se trata de nenhum tipo de violência, mas de um jogo que é aceito por ambas as partes.

Então, cabe a nós, pais e responsáveis por essas crianças, conversar com nossos filhos e orientá-los no que é certo, e que tudo tem a sua hora.
Não podemos  economizar quando o assunto é o investimento na EDUCAÇÃO FAMILIAR da nossa prole. Todo investimento bem elaborado trás os resultados esperados.


Fonte: 
http://www.maqgoo.com
http://anderssauro.com/
http://www.vilafilhos.com.br
http://www.novomundo.com.br




quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Coroa???Euuuu???


Estou organizando as coisas aqui em casa.
Mais precisamente essa semana ando muuuuuito cansada, pois estou só na faxina...
É guarda roupa pra lá, cômoda pra cá, mesa pra acolá...
Então, uma dessas noite, depois de toda essa ginática durante o dia, tomo um banho bem relaxante e só penso em cair na cama...
Então meu filho mais velho, Vinicius, vem me pedir para brincar.

_Mãe, agora que vc já terminou o que estava fazendo, vamos jogar o Perfil?
_Ai Vini...mamãe hj está muito cansada, vamos deixar para amanhã, pode ser?_Respondo
_Tudo bem mamãe, pode ser sim.Sei que está cansada, pois hj vc trabalhou muito e olha que vc não é mais jovem....afinal vc já tem mais de 30, já é coroa... e coroa cansa mais...

Hãaaaaaaaaaaaaa???
Qué qui foi?
Tô véiaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa



Aproveitando giz de cera

Bom gente, como já conversei com minhas amigas do Bau de Idéias, estarei migrando os posts de lá para cá, aos poucos, pois não estou dando conta de tantos blogs...rss...

Bom, esse post é sobre aproveitamento de giz de cera, pois recebi emails pedindo o PAP, então eis-lo aqui!


Material: 

Forminhas plásticas, restos de giz de cera, recipientes de vidro pequeno.
Pode-se usar também aquelas embalagens de iogurte, vidros de geléia...o que desejar e que sirva como "molde".

Modo de fazer:

Divida os toquinhos por cores. Coloque os toquinhos de uma mesma cor no recipiente de vidro e leve para o microondas.Quem não tiver micro pode derreter no forno convencional mesmo, sem problema...a técnica é a mesma.
Vá colocando o tempo de minuto a minuta e verificando se o giz está derretido.

Quando o giz tiver derretido, retire do microondas e mexa bem com um palito, ou uma colher, para misturar toda a cor que acaba ficando no fundo. Espere esfriar um pouco antes de colocar nas forminhas, pois elas podem derreter se o giz estiver muito quente.


Leve as forminhas para o congelador por uns 20 minutos. O giz esfria e solta facinho da forminha.

Caso queira giz multicoloridos, é só colocar os toquinhos juntos e leve ao forno até derreter totalmente.



Espero que gostem e que façam junto com a garotada!