sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Pulseirinhas do sexo

Dia desses meu marido levou Júlia para o oftamologista, pois ela está com um problema no olho, que a propósito falarei em outro post.
Enquanto faziam hora para a consulta, foram numa dessas lojinhas de chuquinhas, pulseirinhas, tiaras e afins.
Então Júlia logo começa a escolher algumas coisinhas e colocar na sacolinha.Coisinhas bobas, uns pacotinhos de liguinhas para cabelo, umas tiarinhas e umas pulseirinhas coloridas, que a moça da loja garantiu "estar na moda", "tá todo mundo usando".
Então, enfim, comprou-se.
Chegando em casa, como sempre, Júlia vem me mostrar as coisinhas que ela e o pai compraram na rua.E me mostra empolgada as pulseirinhas coloridas e algumas com gliter que "combina com a farda da escola".E as tranaparentes então?"Combinam com qualquer roupa".
Fofinhas, fofinhas!

Tá bom, então tá, né?

Daí ontem estava a ler umas reportagens na net quando me deparo com a imagem das pulseirinhas iguaizinhas as de Julia.
Título: Pulseirinhas do Sexo, alerta aos pais!

Quê?
Gente...que coisa!
Vcs podem até saber...mas eu estava completamente por fora da "moda" que anda rolando nas escolas.
Então fui pesquisar mais a fundo as tais pulseirinhas e vi que eu estava totalmente desconectada com o "modernismo". Eu até já tinha ouvido falar nas pulseirinhas do relacionamento, que as crianças e adolescentes usavam simbolizando amor, amizade e tal...mas atos sexuais?
Então, creio que assim como eu, muitas  mães desconhecem o assunto sobre  as delicadas e singelas pulseirinhas coloridas e tão baratinhas.

Assim, resolvi criar este post...fazendo uma síntese do que vi na net.
Espero que lhes seja útil como foi para mim...que realmente desconhecia a moda e seu significado.

Pois afinal, à  primeira vista, uma colorida pulseira de plástico nos pulsos das crianças parece inocente.
Mas na realidade elas são um código para as suas experiências sexuais, onde cada cor significa um grau de intimidade, desde um abraço até ao sexo propriamente dito.

Poderia confundir-se com mais uma daquelas modas que pega, uma vez que é usado por milhares em várias escolas primárias e que custam apenas  centavos em qualquer banca ao virar da esquina.

Mas as diferentes cores das ditas pulseiras de plástico – preto, azul, vermelho, cor-de-rosa, roxo, laranja, amarelo, verde, transparente, com glitter  e dourado – mostram até que ponto os jovens estão dispostos a ir, se proporcionar, desde dar um beijo até fazer sexo.

Então, assim como eu, vc deve estar se perguntando..."mas como isso funciona?"

Funciona da seguinte maneira:

As crianças andam uns atrás dos outros nos recreios das escolas, na tentativa de arrebentar uma das pulseiras. Quem a usava terá de “oferecer” o ato físico a que corresponde à cor. 

Significado das cores:

Amarela – um simples abraço
Rosa – mostrar o peito
Laranja – dentadinha de amor
Roxa – beijo com a língua – talvez sexo
Vermelha – dança erótica à curta distância
Verde – sexo oral a ser praticado pelo rapaz
Branca – a menina escolhe o que quiser
Azul – menina faz sexo oral
Preta – sexo com a menina na posição papai-mamãe
Com glitter – sexo anal
Transparente – o rapaz escolhe o que quer
Dourada – Fazem todas as cores

Não usar é ser careta.


Como quase em tudo nessa idade, quem não as usar é excluído e quem usar as cores preto e dourado é mais respeitado..

"No meu grupo da escola, a líder – que serve de exemplo para todos – só usa pulseiras pretas e douradas. Todos os rapazes da minha turma usam pretas e se uma garota também usa, todos eles gostam dela", conta a criança de 12 anos.

Uma mãe descobriu através da filha, de oito anos, o significado das pulseiras e admitiu que nunca suspeitaria que um código desse pudesse existir. Quando a filha  lhe disse que se alguma arrebentasse, tinha de fazer um “bebe com um rapaz”, chamou sua filha, e  teve uma conversa  chamando-a de volta à realidade.

Esta mãe, preocupada, começou a pesquisar na Internet e descobriu sites onde se vendiam as pulseiras, grupos no Facebook e fóruns de menores a discutir quem usava que cores. 
Enquanto alguns pais já confiscaram as pulseiras, muitos continuam na ignorância do significado destes acessórios aparentemente da moda.




Mas enfim, como todos nós sabemos, não é uma pulseira que determina o que nossos filhos fazem ou  não.
Percebam que não se trata de nenhum tipo de violência, mas de um jogo que é aceito por ambas as partes.

Então, cabe a nós, pais e responsáveis por essas crianças, conversar com nossos filhos e orientá-los no que é certo, e que tudo tem a sua hora.
Não podemos  economizar quando o assunto é o investimento na EDUCAÇÃO FAMILIAR da nossa prole. Todo investimento bem elaborado trás os resultados esperados.


Fonte: 
http://www.maqgoo.com
http://anderssauro.com/
http://www.vilafilhos.com.br
http://www.novomundo.com.br




Um comentário:

  1. muito bom vc esclarecer sempre tais coisas pois tem muitos pais e pessoas q trabalham com pré adolecente que nao sabem...
    e precisam desses e de outros esclarecimentos

    ResponderExcluir