quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Como comprar sapatos pros filhos?

Essa semana precisei comprar sapatos e sandálias para os meninos.
Confesso que sempre confundo quem calça quanto...até já vi algo sobre fazer um card sobre isso, em algum lugar...depois posto aqui.
Enfim, fico meio confusa quanto ao tamanho, e quanto de espaço precisamos deixar para que fique confortável, principalmente para os tênis, tenho medo de que fique folgado demais e saia do pé a cada passada.
Então resolvi pesquisar.
E encontrei ótimas dicas e quero dividir com vcs.

Quanto cresce o pé dos meus filhos por mês?

Com a idade de 1-3 anos os pés das crianças crescem em média  de 1,5 mm por mês
Com a idade de 3-6 anos os pés das crianças crescem uma média de 1 mm por mês
Com a idade de 6-10 anos, os pés das crianças crescem um pouco menos de 1 mm por mês

O sapato deve ficar justo ou com folga?



O ideal é que na hora de comprar os sapatos, os dedos tenham de 12 a 17 milímetros de folga.

Mas e se eu não tiver como medir na hora?

Meu marido costuma medir, pressionando o polegar na parte da frente, verificando se há folga.
E é bem por aí mesmo, a medida. Coloque a outra mão sobre o pé, para deixa-lo firme, evitando que seu filho encolha os dedos na hora da medição.


Esse espaço da frente é muito importante para o conforto  dos pés.

Não ultrapasse os 17mm, pois poderá ficar muito grande e seu filho perder o equilibrio,tropeçando várias vezes...além de ficar saindo de pé.

E a para a sandália, uso a mesma folga do sapato?

Sandálias  têm uma grande vantagem: Como são abertas na frente,  não apertam os dedos.Portanto  podem ter um pouco menos de 12 mm de folga. Uma vez que  a fivela que prende o pé, esteja adequadamente fechada, para que o pé fique bem firme...mas ainda assim, o ideal é que exista uma margem de 12 mm pois na sandália, o pé costuma escorregar um pouco para frente, e com essa margem, evita-se que os dedos fiquem um pouco de fora.

Seguindo essa orientação, vc evita de comprar um sapato muito apertado, ou muito folgado tornando o caminhar de seu filho bem desconfortável.
E lembrem-se sempre...criança precisa e gosta de conforto!

Beijinssss

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Full House



O dia a dia  numa casa cheia não é fácil, é verdade.
Muitas vezes é caótico e confuso, e porque não dizer...barulhento.
São dois que dividem o mesmo quarto, para usar o banheiro quase sempre se faz fila(tô quase distribuindo fichas), falam todos ao mesmo tempo, muitas vezes, um mais alto que o outro para poderem ser ouvidos...Enquanto uns ouvem música, outros jogam video game e o outro assiste a um filme...barulhos diversos ecoam em nossa casa, vindo de lugares distintos.
Os menores vão sim, usando roupas dos maiores...
Os maiores vão sim, ajudando com os menores...
Brigas e disputas são constantes, seja  pelo melhor lugar no sofá, no carro, na mesa de jantar.
Muitas vezes, roupas são trocadas, comidas são "roubadas", doces divididos e espaços  invadidos.
Sim...é assim mesmo, numa casa com muita gente.

Não, eu não dou conta.Essa é a verdade...rsss

Mas com muita paciência, carinho, dedicação e bom humor,  tudo se ajeita.
Cuidar de  4 filhos, um marido e dois cachorros, realmente não é uma tarefa fácil, exige sim, certos sacrifícios...
Mas as recompensas, acreditem, ultrapassam todas as dificuldades.
A casa vive cheia de vida e alegria.Não existe monotonia.
"Como você consegue dar conta?Eu só tenho um, já fico exausta", é uma das coisas que mais escuto.
A verdade  é que  acredito sim,  ser muito mais fácil cuidar de 4 filhos do que de 1.
Quatro filhos, são muitas crianças...
Brincam juntos, conversam entre eles, se divertem juntos.
Eles se bastam.Não precisam constantemente da minha presença, ou a do pai, para brincar, jogar, conversar ou assistir filme.
Ao contrário, o filho único precisa constantemente da presença do pai e da mãe para suas brincadeiras, suas conversas, sua diversão.
É verdade que ter muitos filhos cansa. Mas muitas vezes, descansa.(pode acreditar!)
Pois com a casa cheia, aprende-se muito sobre o ponto de vista emocional e afetivo.
Muitos ensinamentos sobre a vida , a socialização, cidadania, direito do outro, comportamento, respeito, ... são compreendidos pela simples convivência com os irmãos.
Entre eles, adquirem  relações básicas, tais como, saber competir, compartilhar, negociar, entender que terá que dividir as atenções,  preocupar-se com o outro, respeitar espaços e pensamentos, saber lidar com amigos, aprender uns com os outros.
Saber acima de tudo, dar e receber.
Aprende-se desde muito cedo a partilhar e se organizar.
Quando se vive numa casa assim, cheia, a melhor maneira de sobreviver, é simplificando as coisas, e tornando-as práticas.
Uso muitos adesivos, identificando caixas, embalagens, frascos e locais.
Assim fica mais fácil para todo mundo...e não precisam ficar "mãe, onde está tal coisa?"
Muitas vezes, deixo-os livre, para escolherem o melhor local e melhor forma de organizar suas coisas.Afinal, somos muitos, mas também temos nossas individualidades.
Cada um é uma caixinha de surpresas...são muito diferentes uns dos outros e procuramos respeitar os limites e desejos de cada um.
Estou sempre atenta a cada transformação, palavra ou gesto, para poder tirar proveito de toda essa riqueza que é ser mãe de muitos.
Os filhos não dão só trabalho e preocupações...dão muitas alegrias e compensações também.
Ser mãe de muitos não é mérito, é vocação.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Os chico Bentos mais lindos!

Os meninos apresentaram na EXPOKIDS esse no, na escola, a Biografia de Mauricio de Souza.
Nem preciso dizer que adoro, né?
Os meninos foram os chicos e as meninas, as rosinhas.

Vejam meus chiquinhos, que coisa mais fofa!





Criança na cozinha!

Essa semana,  inscrevi os menores numa aula de culinária infantil.
Aprenderam a  fazer pães, biscoitinhos e cupcakes com o chef Fernando.
Adoraram.
Uma tarde divertida, recheada de cores e sabores!





Quem gosta de decorar bolinhos levante a mão!
\0/




Ao final, cada um com seu kit de delicias, para levar para casa!




Que legal não foi, meninos??
Na próxima estaremos lá, com certeza!

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Torcendo pelo Mais Querido!

Os pequenos sempre gostaram de futebol.
Durante alguns anos, se inscreveram na escolinha de futebol da escola...mas não gostavam, pois na opinião deles, jogavam pouco.Queriam mais.
Então assim, os matriculamos na escolinha de futebol do abc, time aqui do RN.
Desde então, foram se apaixonando cada vez mais pelo esporte, e ainda mais pelo time de coração, o ABC, que por aqui, é conhecido por "mais querido".
Jogam todo domingo pela manhã, das 7:30 às 9:30, e não cansam...nem tem preguiça de acordar tão cedo no Domingo..rss
Agora que são sócios kids, não querem perder um jogo sequer.
Encantados a cada jogo, agora decidiram que querem entrar em campo com os jogadores, em cada partida.
E foi assim nos últimos dois jogos do abc.

Lá se vão meus pequeninos, morrendo de felicidade!
E a mãe, que não estava nem aí pra futebol...agora não perde mais uma só partida!!kkkk

Pois é, o amor desses meninos pelo time,  cativou, conquistou e contagiou a todos da familia, que agora assistimos, torcemos e sofremos todos juntos!
  





terça-feira, 14 de outubro de 2014

Lavando os bichinhos de pelúcia

Meu irmão me deu um pacote com saquinhos para lavar roupas delicadas na máquina.
Pra falar a verdade, é tanta roupa, mas taaaaaaanta, que não tenho nem tempo para ficar separando aqui e acolá.
Mas esses saquinhos fizeram toda a diferença.
Era terrivel colocar os shorts de Júlia, pq são cheios de strass, de botões, enfeitinhos..e sempre caía um ou outro na maquina, na hora da lavagem.
Então os saquinhos são muito uteis para esse tipo de peça.
O kit foi esse, e vem com 3 unidades, em tamanhos P, M e G.


Ontem coloquei os bichinhos de pelúcia para lavar.

É só colocar no saquinho e fechar com o ziper.
Fica perfeito.

 


Coloco junto das outras roupas, e a lavagem fica excelente!
Não danifica o bichinho.


Parque, Pizza e muita diversão!

Meus filhos estão numa idade complicada.
Os maiores, com 14 e 12 anos, já não curtem mais coisas infantis.
Então, Gui e Lucas, ainda com 10, já adolesceram antes do tempo, e ficam envergonhados em algumas situações...onde ainda querem brincar, mas tem medo do que os irmãos mais velhos vão pensar...
Mas esse ano, decidimos que iam brincar, para aproveitar o dia.
Começamos a brincadeira na quinta feira, com um passeio ao American Park, que está por aqui nesse mês das crianças.
Então, os mais velhos forma com suas "turmas", mas na quinta, fomos eu, Rodrigo e os pequenos.
Se divertiram muito, apesar de, em alguns brinquedos, ficarem enjoados e com um pouco de medo.





E no domingo, fomos ao Angry Birds park, que está instalado no Natal Shopping.
Brincaram e se divertiram, mas ficaram mesmo encantados com os bonequinhos de pelúcia dos personagens, que receberam em cada brinquedo.

Acharam super divertido a torre de pássaros, que é esse brinquedo que sobe e desce, sempre girando.






Depois, tentaram derrubar o porquinho com as estilingadas...rss



E os irmãos mais velhos, (se achando), registrando todos os momentos dos "irmãoszinhos".
E Vini ainda se arriscou em dar dicas para que eles conseguissem derrubar os porcos.


E como se já não bastasse, após o almoço, fomos para a casa de minha mãe, onde ia rolar um festival de pizza!(Uau)
Meu irmão que agora ataca de pizzaiolo, preparou a massa, e os meninos fizeram a festa!



Cada um preparou seu proprio recheio...






E os resultados foram esses:






Hummmmmmm, ficaram deliciosas!!